Bolsonaro quis general de vice, PRP não quis...E como roubavam bilhões na ditadura

Bolsonaro tem o PSL e 8 segundos pra campanha na Tv e rádio. Bolsonaro queria Augusto Heleno como vice. Heleno traria mais 4 segundos, do PRP. Bolsonaro é capitão da reserva. Augusto Heleno, general da reserva. O PRP quer voto pra bancadas, não um general. Heleno deixará o PRP. Bolsonaro busca ao menos 12 segundos. Eleito terá que buscar votos no Congresso. Congresso que fecharia com "um golpe", disse Bolsonaro um dia. Nesta terça motoqueiros fecharam a rodovia Régis Bittencourt. Exigindo fechamento dos três poderes; outra ditadura militar, como já tivemos no Brasil e América Latina. No Chile, Pinochet. Assassino e ladrão. Oficialmente, mais de 3 mil assassinatos: 100 mil vítimas de tortura e prisão política. O Supremo, agora, obriga a família Pinochet a devolver US$ 5 milhões roubados. Militares foram condenados e presos... ...Condenado com mais 13 oficiais, o general Hernán Ramirez se suicidou. Na Argentina militares-ditadores mataram 30 mil; 500 bebês sequestrados e adotados por famílias de militares. Condenações e prisões na Argentina: Videla, ex-general-ditador, morreu na cadeia. Borbaderry, ex-ditador no Uruguai, morreu preso. Brasil: 434 assassinatos e desaparecimentos oficialmente registrados. E corrupção monumental escondida pela censura da ditadura. Escândalos clássicos. Coroa- Brastel: emissão de Cr$ 375 bilhões em títulos frios. Prejuízo para 34 mil aplicadores: US$ 400 milhões. Dólar de 1983. Em 82, Delfin-BNH: Cr$ 6 bilhões desviados de 3 milhões de cadernetas de poupança. CAPEMI, pecúlio dirigido por militares. Escândalo de US$ 10 milhões, dólar dos anos 80. Envolvidos: "coronéis Ary", um general e Serviço Nacional de Informações, SNI. Assassinado o jornalista Alexandre Von Baumgarten. Banco Halles, ditadura Médici: US$ 1,2 bilhão, dólar anos 70. Copersucar: Cr$ 4 bilhões. Usinas nucleares Angra I e II. Com corrupção, denunciou a revista alemã Der Spiegel. Denúncias de suborno no governo Geisel envolveram, ao menos, 6 gigantes multinacionais. Transamazônica, 1971. Torraram US$ 1 bilhão. Rodovia de terra, 4 mil Km, hoje quase intransitável. A ignorância é problema gravíssimo. Somada à burrice astronômica é desastre anunciado.

TOP VISTORIA